6 de ago de 2010

Passo 8: Instalando o motor

Agora que o motor já pode ser fixado à caixa chegou a hora de montar tudo de volta no carro. O processo agora não requer grande novidade. Montamos a caixa com o seu devido cardã de volta ao lugar original. Depois, com auxílio de uma talha ou pequeno guindaste, baixamos o motor e fixamos na caixa. O motor é colocado com volante e os flanges/distanciador já montados nele. Então colocamos os parafusos e fixamos o conjunto na caixa. Este processo também pode ser realizado utilizando um elevador de carros. Em vez de movimentar o motor, movimenta-se então o carro sobre o motor. O que for mais fácil.

Este processo pode trazer algumas surpresas em termos dimensionais. No meu caso o motor com o distanciador ficou um pouco maior do que gostaríamos. Em função disto tivemos que abrir a frente do carro para poder encaixá-lo no lugar. Depois teremos que fazer um trabalho na fibra para que o motor não fique batendo na grade frontal do carro.
Ajusta-se agora os suportes para que a caixa permaneça no mesmo lugar.
Depois é hora de fixar um novo suporte do cabo de embreagem. O original ficava no motor de gasolina. Foi feito com um pedaço de cantoneira, fixado ao flange da caixa/motor.
Também tem que ser fixado o braço que evita a torção do motor. Para tal foi usado o braço original incluindo uma nova peça feita também de cantoneira. Assim este braço, de um lado fixado na estrutura do carro, foi preso, do outro lado, ao flange do motor.
Veja que, para os dois suportes, utilizamos os próprios parafusos dos flanges. Assim, a montagem ficou mais fácil e também bastante robusta.
Para entender melhor o descritivo acompanhe as fotos clicando aqui.


Nenhum comentário:

Postar um comentário