28 de jul de 2010

Passo 5: Alojamento das baterias no carro

Uma vez definidas as baterias, temos que decidir onde instalá-las.
Como o BR-800 tem um diminuto porta-malas e um diminuto espaço para os dois passageiros dos bancos de trás, decidi utilizar este espaço conjunto para abrigar as baterias. Desta forma ficariam todas juntas, facilitando a interligação. Além disto, uma ao lado da outra e não uma sobre a outra. Assim também fica fácil fazer a manutenção, limpeza e acompanhamento visual dos contatos. Como as correntes são muito altas, um mal contato pode destruir a bateria.

O peso das baterias também ficou bem distribuido, substituindo o peso dos passageiros adicionais e o peso de uma eventual carga do porta-malas. Lógico que com isto perdi espaço útil no carro mas, como ele seria somente de uso urbano, isto não me preocupou muito.

Medimos o espaço necessário para as baterias e verificamos se conseguiríamos colocar a caixa dentro do carro. Deu certo. Este detalhe é importante. Parece brincadeira mas, é muito fácil você perder a noção e fazer uma caixa que depois não tem como introduzir no interior do carro. Toda atenção para este detalhe.

A caixa foi feita de MDF de 15mm de espessura. Foi parafusada na estrutura tubular do carro, no assoalho. Entrou pela janela traseira. Uma caixa auxiliar foi deixada para abrigar componentes elétricos e cabeamento.

Um ventilador e uma saída de ar ainda terão que ser fixados. Isto é importante para poder fechar a caixa. As baterias, durante a carga, podem expulsar gás hidrogênio. Se este acumular dentro da caixa, pode explodir em caso de ocorrer alguma faísca. Como ainda não instalei o ventilador, deixei a caixa sem tampa e mantenho o carro aberto durante o processo de carga.

Vejam aqui as fotos da caixa de baterias.

Nenhum comentário:

Postar um comentário