21 de jul de 2010

Passo 1: Qual carro vou usar?


Como vou fazer para ter um carro elétrico? Construir um do zero? Converter um carro a gasolina? Bem, iniciei pensando em fazer um tricíclo. Mas logo vi que, para tal, teria que ter uma soma grande de investimento em dinheiro e em tempo. Tive que mudar o plano para adequá-lo a realidade. Decidi comprar um carro para converter.
Então surgiu a dúvida: qual carro? Existem justificativas técnicas e emocionais. Acabei juntando os dois. Escolhi um Gurgel BR-800. Por que? Primeiramente entrou o emocional. Conhecendo a história de João do Amaral Gurgel logo pensei que seria uma bela homenagem. Foi ele quem, de forma pioneira no Brasil, montou um carro elétrico, lá nos idos de 1974.
Depois achei justificativas técnicas por ser um carro pequeno, leve e de fibra.
Procurei e encontrei o carro em São Paulo, pela Internet. Veio de cegonheira até Blumenau. Chegou aqui em junho de 2009. Custou R$ 6.500,00.

3 comentários:

  1. Parabéns Pimpão! É de gente de "fibra" e coragem assim que o Brasil tá precisando! Sou fã de pessoas como o Sr. que enfrenta "altos" desafios.

    ResponderExcluir
  2. Obrigado. Se tivéssemos mais apoio para estas realizações o Brasil já seria uma potência. Temos energia, minerais, terras e gente boa. Só falta deixar de ser colônia. Grande abraço.

    ResponderExcluir
  3. Parabéns mesmo !!! Pesquisando na internet encontrei o seu blog, é fantástica a homenagem ao Gurgel, com certeza um dos meus heróis nacionais, assim como o Ayrton Senna, um homem à frente do seu tempo. Pretendo no futuro modificar uma Puma GT ou até mesmo um BR-800 para usar na cidade. Existem muitas pessoas convertendo carros normais a gasolina para elétrico pelo mundo, é importante que o Brasil não perca este "bonde elétrico". Existem no Brasil uma série de modelos leves aptos para a conversão como os fora de séries dos anos 70 e 80, Chevette, Fiat 147, Fusca, Brasilia, Variant e até os mais modernos Celta, Uno, Gol, Corsa. Qualquer um com algum conhecimento no assunto pode fazer a conversão na sua própria garagem, o pulo do gato é incentivar isso aqui nas terras tupiniquins. Grande abraço do seu mais novo admirador.

    ResponderExcluir